11.10.10

Tudo de novo

3 comentários:

Wilson Alves disse...

A MALDIÇÃO DO PÁSSARO BICUDO
(prólogo)

Em agosto, a revista ISTO É publicou uma matéria de capa, segundo a qual líderes do PSDB acusam Paulo Preto "de ter arrecadado dinheiro de empresários em nome do partido e não entregá-lo para o caixa da campanha".

Dilma disse claramente no debate que um assessor do Serra fugiu com 4 milhões da campanha dele. Por que será que ele não pediu direito de resposta?

Em meio a penas coloridas voando pra tudo quanto é lado ouvia-se lamúrias e lamentos tucanos: “a candidata petista está "agressiva", está "raivosa"...

José Serra foi enfático:
"Eu não sei quem é o Paulo Preto. Nunca ouvi falar. Ele foi um factóide criado para que vocês fiquem perguntando".

Wilson Alves disse...

A MALDIÇÃO DO PÁSSARO BICUDO
(segundo capítulo)

Mas quem falou grosso mesmo foi o tal de Paulo Preto, também conhecido por Paulo Vieira de Souza:
Para a Folha Paulo Preto disse: "Não somos amigos, mas ele [Serra] me conhece muito bem."
"Não se larga um líder ferido na estrada a troco de nada.”
“Não cometam esse erro". Ameaçou.

Wilson Alves disse...

A MALDIÇÃO PÁSSARO BICUDO
(epílogo)

Hoje na Cidade de Aparecida do Norte, interior paulista, José serra foi protagonista de um:

MILAGRE!!!!!!!!!!!!!!

Lembrou-se de Paulo Preto e até defendeu o ex-diretor do DERSA:

“Essa acusação contra ele é injusta porque não houve desvio por parte de ninguém, nem do Paulo Souza”.
“Ele é totalmente inocente nessa matéria”, completou.