29.4.10

Vigilância 24 horas

Até isso a folha releva a fim de cutucar a candidata do PT. "Notícia" importantíssima na edição de hoje, no caderno Brasil:
Dilma Rousseff costuma trocar nomes de cidades e pessoas em discursos de improviso. Ontem, o deslize ocorreu numa entrevista produzida por sua assessoria. Ela se referiu ao presidente em 1909 como sendo, "eu acho", Arthur Bernardes. Na verdade, Affonso Penna foi o presidente até junho, quando morreu. Nilo Peçanha assumiu. Bernardes só ocuparia o cargo em 1922. Dilma não se manifestou.

Aí o noqueiro pergunta: errou o nome de um presidente. Isso é tão importante que ela tenha que voltar a falar sobre o assunto, dar coletiva, se manifestar a respeito?
Então eu tô doido.

2 comentários:

Wilame Prado disse...

Olá Lukas, beleza?
Cara, qual é o teu email ou telefone? Estou querendo fazer um perfil com você, cara, aqui pra revista ZAZ. Meu email é: pradowil@gmail.com

Abração!

Lidineide A. S. disse...

Eles só querem é criticá-la.
Estão como baratas tontas em reação a subida da Dilma nas pesquisas.