8.8.09

Crise

Do presidente Lula:
"Em dezembro eu fui para a televisão fazer apologia do consumo. Diziam que o povo não devia comprar porque corria o risco de perder o emprego e não ter como pagar as contas e eu disse, compre porque, se vocês não comprarem, aí, sim, irão perder seus empregos." [...]
"A primeira coisa que eu exigi no governo é que coisas para pobres deixassem de ser vistas como gastos. Porque é engraçado. Se você pega R$ 2 bilhões e empresta para uma empresa, isso é investimento.
Agora, se você pega 50 centavos e dá a um pobre, isso é gasto. Isso, hoje, mudou e, se alguém do governo disser que isso é gasto, tem que pedir desculpas, pois isso é o tipo de investimento que fez com que a economia brasileira crescesse".

3 comentários:

daniel disse...

Lukas,
garanto que a imprensa maringaense vai passar ao largo da denúncia de sonegação fiscal de 6 milhões do senador frutinha, guardião da ética e paladino da moral, junto com Artur Virgílio, Tasso e Agripino. Dá nojo...

Henry disse...

Este Lula é o cara!!!!

O resto é só choradeira do PIG e da perdida oposição sem projetos!!!

Anônimo disse...

Esse Senador sempre foi enganador.