18.10.06

Dedo

Circular pelo Leblon, bairro de classe alta da zona sul do Rio, com uma camiseta de apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva custou à publicitária Danielle Corrêa Tristão, 38, parte do dedo anelar esquerdo.
Na madrugada da última segunda, ao chegar a um dos bares mais tradicionais da região, o Jobi, a publicitária foi hostilizada e teve a ponta do dedo anelar esquerdo arrancada ao ser mordida pela jornalista Ana Cristina Luzardo de Castro, 39.
A publicitária vestia uma camisa com a inscrição "Lula, sim". O Leblon é um dos bairros em que mais são vendidas camisetas com os dizeres "Lula, não. Abaixo a corrupção".
(Comentário do noqueiro: Agora sim, ela é uma autêntica petista)

Um comentário:

Sampaio disse...

A intolerância é uma coisa grave no nosso viver. E vejam que o entrevero ocorreu num bairro da "elite". Essa turma mesmo que odeia o pernambucano metalúrgico.