7.4.11

Minha vida valeu R$28,00

Eu escrevi aqui no Casa sobre aquele piripaque que deu em mim quando estava internado após a cirurgia, em novembro. Havia uma semana que eu estava no hospital, quando por volta de duas da manhã acordei soltando lufadas de sangue pela traquestomia. Foi a coisa mais horrorosa que já me aconteceu. Saiu atendentes de todo o lado pra me acudir.
Tempos depois fiquei sabendo que levei a maior sorte de o sangue ter sido expelido para fora. Caso tivesse penetrado no pulmão, um abraço.
Pois bem. Li no jornal hoje que os medicos conveniados a planos de saúde querem aumento no valor das consulta, que gira entre 30 e 5o reais.

Na última segunda-feira fui ao consultório de um dos médicos que cuidou de mim naquela noite ( estava de plantão). Ele falou sobre a paralisação da classe. E entre outras coisas, fez uma confissão que me deixou arrepiado, dada às circunstâncias do ocorrido. Ele disse:
"Sabe aquela noite lá no hospital, que eu ajudei a salvar a sua vida? Sabe quanto eu recebi por aquilo? 28 reais. O dr. (*), que fez todo o procedimento, deve ter ganhado uns 300, 400 reais".

Juro que eu fiquei com um nó na garganta. 28 pilas pra salvar minha vida. E olha que salvaram mesmo.

15 comentários:

jéssica F. disse...

agora imagina quanto ganha um médico do sus! mas achei muito indelicado da parte do médico dizer isso, deu a impressão que tava cobrando...

Anônimo disse...

minha esposa trabalha de tecnico de enfermagem e ttrabalha a noite na maternidade e fica um medico pra atender todas as gestantes que vai pra la,as veses fica um residente ajudando ,mas não é sempre,é uma loucura... minha esposa ja fez varios partos no quarto.. sao varias consultas e teve noite que um só medico fez 9 cesareas e dois partos normais, quem ve os medicos tem impressão que é um cara que quase não trabalha e ganha uma grana facil ,mas os caras dão um duro danado fazem plantões desgastantes e é uma profissão que não podem nem pensar em errar...sete

Ivan disse...

E o duro é que alguns ainda saem com a fama de açougueiro e dinheiristas.
Temos muito que evoluir e dar um corte no atraso. Valorizar mais o que realmente tem valor.
Enquanto isso, tem os que ganham mais de 50 mil mensais para manter impunes os criminosos dos castelos de Areia e da Satiagraha. Quer dizer, até que há punição. Para o Protógenes, De Sanctis e tantos outros agentes públicos federais honestos que vêem seus trabalhos sendo jogado no lixo. Quem acha que isso é estado de direito e democracia e que vai ser tolerado, ad eternum, está muito enganado. Por enquanto a corrupção e os corruptos, estão ganhando. E os vendedores de sentenças, mais ainda.

Anônimo disse...

E o pinga-lixo estava debochando da greve dos médicos hoje.
Pior, debochava dos próprios médicos.
Tudo porque seu programa é sustentado por um plano de saúde mequetrefe.

Wilsoleaks Alves disse...

Lukas...
Nunca conheci alguém assalariado que estivesse satisfeito com seu provento.
Creio que o profissional da saúde que coloca preço numa intervenção deveria repensar se está no lugar adequado.
Vidas não podem ser calculadas na máquina de somar, senão quanto ganharia um destemido bombeiro, uma abnegada enfermeira, um bom policial?
E o sargento que salvou de morte certa outras crianças na escola de Realengo-RJ? Será que ele ganha o suficiente? Não creio.
Mas espero que no futuro o sargento não vá dizer para algum sobrevivente que sua intervenção custou alguns poucos reais...

Médico disse...

a culpa é dos demotucanalhas que acabaram com a CPMF....
Lulla teria acabado com essa pouca vergonha, se tivesse os 40 bilhões anuais pra saúde....
mas este imposto vai voltar, a Dilma já avisou...
As elites não querem, mas vai voltar...

Mauro Menon disse...

O Brasil é um país injusto, veja só: o ex-presidente Lula ganha por mês:
-salário de ex-presidente: 16850,00-aposentádoria por invalidez "por um dedo: 4800,00
-por ser anistiado politico: 9500,00
-salário do PT: 12000,00

É OU NÃO É UMA VERGONHA!

Anônimo disse...

Caro médico...
Em que planeta você está? Desde que o CPMF foi suspenso, que mudanças aconteceram na saúde? Nenhuma. Ou seja, o dinheiro que se arrecadava para "a saúde" efetivamente não ia para a saúde. Tem dúvidas disso? O que te faz acreditar que isso agora vai acontecer? Deixa de ser inocente... ou bobinho... ou petista radical.
Há coisas que a constituição garante mas quem de direito de fazer vale-las, estão se lixando com as garantias, e a saúde é uma delas, a segurança outra e por aí afora.
O salário dos nossos congressistas sobe todos os anos e chega a envergonhar quem ganha pouco, de tanta raiva de valer tão pouco o trabalho que move a nação. Veja os professores,por exemplo, alguns inclusive que lhe deram as primeiras letras, que fizam de você um "deus".
Deixou passar uma oportunidade de ficar calado.
Lamento profundamente a falta de ética do seu colega que "cobrou" descaradamente pelo seu serviço realizado. Se recebeu R$ 28 é um contrato de trabalho que ele aceitou e que cumpre. Ou não? Outra vez, poderia ficar em silêncio em respeito ao paciente, que me parece,para aqueles que se consideram deuses, é muito dificil...
Ah não sou contra a paralisação.Eles estão certos. Estão errados os que em qualquer profissão aceitam receber valor vil pelos seus serviços e depois, ficam reclamando.
Fiquem em casa assistindo TV que ganham mais do que humilhar os pacientes que só vão ao consultório buscar alívio às suas dores.

lukas disse...

Aos navegantes? O médico em questão é meu amigo. Ele não falou o valor para "me cobrar". Apenas relatava o baixo rebdimento que recebem do Plano.

Médico disse...

Anônimo das 10:28 hs...
Respeito o seu ponto de vista, mas sem dinheiro não dá pra fazer nada...sou sim petista militante, e tenho certeza que depois dos 20 anos de poder resolveremos todos os males dessa nossa sociedade que foi esquecida por 500 anos no Brasil.
Quanto aos rendimentos do nosso querido ex-presidente, acho que ainda é muito pouco, se considerarmos os grandes avanços que ele nos legou. Acho até que deveríamos fazer uma campanha para agraciá-lo com o Aerolula, já que ele precisa estar sempre deslocando-se pelo mundo, em busca de paz e riqueza para nosso povo.
Tenho dito.

Patrica Carla disse...

Se os médicos são impedidos de fazer greve e se não podem sequer pedir demissão dos seus empregos, porque sua função é de importância social e pública, vital no verdadeiro sentido da palavra, fica claro então que suas carreiras são essencialmente carreiras típicas de Estado, como a dos juízes, por exemplo?

Anônimo disse...

E disse que você deu trintão e não foi embora enquanto ele não arrumou os dois pilas do troco.

é verdade?

Wilsoleaks Alves disse...

Lukas...
O que disse o Anônimo das 20:56 é muito engraçado.
Pena que a gente não saiba quem é o cara com essa verve humorística.

ze telles disse...

Enquanto a saúde de pessoas for tratada como produto mercantilizado, questionamento do médico fará sentido, porque o sujeito ganha por produção, ou seja, sua renda está intimamente ligada ao volume de doentes que atender. A lógica da saúde como um produto como outro qualquer assim funciona. Os médicos são peças da engrenagem. A noção da mais-valia também se aplica. A mão-de-obra é um insumo dentre outros para os planos de saúde, os quais, como sabemos, não faz filantropia. Entendo o direito dos médicos por melhor remuneração, mas isso é apenas ajuste a ser feito o fornecedor e comprador. O tem de ser questionado pela população é esse modelo privatizado de saúde, que nunca será a solução para a melhoria das condições da maioria do povo que nao tem condições de pagar um plano. A situação chega ao cúmulo de, mesmo se pagando um plano, não se alcança serviço de qualidade devido a qualidade dos médico credenciados, as consultas relâmpagos de dez minutos e a industria de exames, alem da relacao promiscua entre medicos e laboratórios (em geral, multis). Essa medicina apenas curativa dos planos de saúde custa caro ao país. O setor de plano de saúde não tem interesse algum em investir na prevenção. Quanto mais doente, melhor. Por fim, digo que os médicos credenciados não tem muita opção para sair da sinuca, porque sem os planos de saúde passarão fome, porque, rigorosamente, não há quem pague 100 reais por uma consulta e exames, além dos endinheirados, mas mesmo estes pagam algum plano. Pelos interesses antagonicos envolvidos, nao vejo solução a curto prazo. Se aumentar sem sacrificar os fabulosos lucros, vão querer repassar a fatura para o usuário, mas isso não é nada fácil porque o governo, via ANS, controla os reajustes. Será uma longa batalha essa iniciada na quinta-feira. A ver vamos ...

Wilsoleaks Alves disse...

Em compensação, esse aí de cima, o Zé Telles, todos sabemos quem é.