20.2.11

We no speak americano

14 comentários:

Anônimo disse...

vc ta no ultimo post do rigon

Marco Fabretti disse...

muito chato! como alguém tem paciência pra fazer algo como isso? hauhaiuahiuah

Wilsoleaks Alves disse...

Lukinha...
Essa foi boa, teria sido ótima se o aos 50 segundos o rapaz não tivesse errado e dado um tapinha a mais no rosto. Mas nada que não se corrija com um pouco mais de treino.
Lá no excomungado Onipresente tem um vídeo parecido com esse. A música...
http://www.youtube.com/watch?v=FymK8Lp87d4&feature=player_embedded

Anônimo disse...

como a linguagem de sinais é expressiva !!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Onipresente é uma merda.

jéssica F. disse...

MUITO LEGAL ESSE VÍDEO, EU JÁ TINHA VISTO NA TV, É INCRÍVEL COMO O SER HUMANO PODE SER HABILIDOSO.... MORRAM DE INVEEEEEEEJAAAAAAAA HAHAHAHAHA

Wilsoleaks Alves disse...

Ao Anônimo das 14:21
O nobre companheiro Onipresente haverá de perdoá-lo pela ofensa de teor escatológico, afinal, a boca fala apenas daquilo que lhe vai à alma.
Ooopsss! Foi mal, o Onipresente é ateu, não crê em alma.
Vou mudar a frase, em deferência excomungado.
“A boca fala apenas daquilo que tem o cérebro.”

Anônimo disse...

Desculpe-me Lukas, mas praquê servem os amigos senão pra aguentar os chatos. acm

Os australianos têm mania de esculhambar a cultura alheia. We No Speak Americano é uma cusparada na obra de genial de Renato Corosone e Nicola Salerno. Corosone foi um dos muitos geniais cantores napolitanos que fizeram questão de gravar suas músicas no dialeto local. Em 1957, quando ele e Salerno fizeram a música, a Itália estava embriagada pela cultura norte-americana. Derrotado na Segunda Guerra, o país foi obrigado a aceitar as imposições dos aliados e a ingerência americana. Isso mexeu com a cabeça de todos. Os alienados queriam por toda maneira se fazer americanos. Já os nacionalistas não aceitavam pagar pelas loucuras de Benito Mussolini. Tu vuo' fa' l'americano, esse é o título em napolitano, foi uma crítica inteligente à juventude italiana que se achava americana. Mas como no caso do humor do Mantega, poucos entenderam e ela acabou sendo sucesso até mesmo nos EUA (os americanos não podem culpar o mundo por odiá-los). A alienação italiana continuou. Em 1974, Adriano Celentano compôs (compôs?) Prisencolinensinainciusol. A palavra não existe. Celetano queria provar que o mundo caminhava para a falta de comunicação e que ninguém estava preocupado nem um pouquinho com aquilo que ouvia. Mais uma crítica contra a juventude italiana, embriagada pelo Made in USA, exatamente como aconteceu no Brasil, onde dezenas de cantores tiveram que gravar em inglês para não morrer de fome. Naquela época, quando se puxava um papo com uma garota, vinha a pergunta: de que música você gosta? A resposta era sempre a mesma: eu gosto de música internacional! Ninguém conseguia pensar que no Paraguai, Argentina ou México tinha um punhado de coisas melhores e internacional. A letra da música de Celentano é um amontoado de letras sem nenhum sentido. Mas fez o maior sucesso no mundo todo. É por isso que quando vejo um cara com chapéu na cabeça em uma caminhonte com capota marítima que passa todo dia perto de minha casa com o som nas alturas, tocando We No Speak Americano, rumo ao jardim América, relaxo. Sorte teve o Corosone, que não viveu pra ver isso.

Anônimo disse...

Desculpe-me Lukas...

Tu vuo' fa' l'americano (1957)

Puorte o cazone cu 'nu stemma arreto,
'na cuppulella ca' visiera alzata.
Passe scampanianno pe' Tuleto
comme a 'nu guappo pe' te fa guardà.

Tu vuo' fa' l' americano,
mmericano, mmericano,
siente a me, chi t' ho fa fa.
Tu vuoi vivere alla moda
ma se bevi whisky and soda
po' te sente 'e disturbà.

Tu abballe 'o Rock and Rol,
tu giochi a basebal,
ma 'e solde pe' Camel
chi te li dà,
la borsetta di mammà?

Tu vuo' fa' l' americano,
mmericano, mmericano,
ma si nato in Italy,
siente a mme, non ce sta' niente a ffa
okay, napolitan.
Tu vuo' fa' l' american,
tu vuò' fa' l' american.

Comme te po' capì chi te vò bene
si tu le parle 'mmiezzo americano.
Quando se fa l 'ammore sotto 'a luna
come te vene 'n capa e di:"I love you".

Tu vuo' fa' l' americano,
mmericano, mmericano,
siente a me, chi t' ho fa fa.
Tu vuoi vivere alla moda
ma se bevi whisky and soda
po' te sente 'e disturbà.

Tu abballe 'o Rock and Rol,
tu giochi a basebal,
ma 'e solde pe' Camel
chi te li dà,
la borsetta di mammà?

Tu vuo' fa' l' americano,
mmericano, mmericano,
ma si nato in Italy,
siente a mme non ce sta' niente a ffa
okay, napolitan.
Tu vuo' fa' l' american,
tu vuo' fa' l' american.

Tu vuo' fa' l' americano,
mmericano, mmericano,
siente a me, chi t' ho fa fa.
Tu vuoi vivere alla moda
ma se bevi whisky and soda
po' te sente 'e disturbà.

Tu abballe 'o Rock and Rol,
tu giochi a basebal,
ma 'e solde pe' Camel
chi te li dà,
la borsetta di mammà?

Tu vuo' fa' l' americano,
mmericano, mmericano,

http://www.youtube.com/watch?v=BqlJwMFtMCs&feature=list_related&playnext=1&list=MLGxdCwVVULXd0z5EZ6N1o-7gIJiZVY0Ma


Prisencolinensinainciusol

In de col men seivuan
prisencolinensinainciusol
ol rait.

Uis de seim cius man
ol il de seim mema ol uat men
in de colobos dai.

Trr...
Ciak is e maind beghin de col
bebi sci stei ye push yo oh.

Uis de seim cius man
ol il de seim mema ol uat men
in de colobos dai.

Uotis is neim laikiu
de promisdin in
in ov e trabol lovgiai igo sim ove gen.

In do camo not cius no bai
for lov so ov op giast cam
lau ue cop no taim.

Oping cius tu sten
laikcius go bo men
iu bicos tue men cold dobrei gerls.

Oh sandei...

Ai ai smai sesler
eni els so co uil peso
ai.

In de col men to seivuan
prisencolinensinainciusol
ol rait.

Ai ai smai senflecs
eni go for doing peso
ai.

prisencolinensinainciusol
ol rait.

O ap lovai sim nomai giv de mi sint
de lev asit nov e gom
o avui chip sen letbi sgo.

Uis de chem mine seim uen de cius
go no ben let de cius end kai
for not de gai giast stei.

Ai ai smai senflecs
eni go for doin peso
ai.

In de col mein saivuan
prisencolinensinainciusol
ol rait.

Lu nei si not uino sicodor uigo
ah es la bebi la dai big
iour.

Ai ai smai senflecs
eni go for doin peso
ai.

In de col mein tu saivuan
prisencolinensinainciusol
ol rait.

Lu nei si not uino sicodor uigo
ah es la bebi la dai big
iour.

http://www.youtube.com/watch?v=gU4w12oDjn8&playnext=1&list=PL78DAE8EED43E731A

Wilson disse...

lilica, sua alma não é exemplo pra ninguém aqui! Vai da lição de moral la pqp!

bulga disse...

Adorei. Bjssss Lukas e Iza
Ana

Anônimo disse...

ao complemento do anonimo 21:09 se permite a tradução que achei:

Você veste a sua calça com a etiqueta atrás
E um chapéu com a aba levantada
Passa desfilando por Tuleto
Como que para fazer todos olharem

Só fala americano!
Só fala americano!

Você vai atrás do americano!
Americano! Americano!

Como posso te mostrar que gosto de você
Se você só fala americano?
Quando se faz amor na lua
Como você bem aqui e diz "eu te amo"?

Só fala americano!
Americano!
Só fala americano!
Americano!

Você agita o rock n roll
Uísque e refrigerante e rock n roll
Uísque e refrigerante
Rock n roll

Só fala americano!
Só fala americano!
Você vai atrás do americano!
Americano!

abraços

Anônimo disse...

Mais ou menos isso em tradução livre....

Vestes uma calça com um brasão atrás,
um boné com a viseira levantada.
Passas bamboleando por Toledo
como um valentão porque te olhem.

Tu queres fazer o americano,
americano, americano,
escute-me, quem te obriga a fazê-lo.
Tu queres viver à moda
mas se bebes whisky and soda
depois te vem de vomitar.

Tu danças o Rock and Rol,
tu jogas a basebal,
mas o dinheiro para as Camel
quem o dá para ti,
a bolsinha de mamãe?

Tu queres fazer o americano,
americano, americano,
mas nasceste em Italy,
escute-me, não tem nada a dizer
okay, napolitan.
Tu queres fazer o americano,
tu queres fazer o americano.

Como pode entender-te quem te quer bem
se tu lhe falas meio americano.
Quando se faz amor sob a lua
como te passa pra cabeça de dizer:"I love you".

Tu queres fazer o americano,
americano, americano,
escute-me, quem te obriga a fazê-lo.
Tu queres viver à moda
mas se bebes whisky and soda
depois te vem de vomitar.

Tu danças o Rock and Rol,
tu jogas a basebal,
mas o dinheiro para as Camel
quem o dá para ti,
a bolsinha de mamãe?

Tu queres fazer o americano,
americano, americano,
mas nasceste em Italy,
escute-me, não tem nada a dizer
okay, napolitan.
Tu queres fazer o americano,
tu queres fazer o americano.

Tu queres fazer o americano,
americano, americano,
escute-me, quem te obriga a fazê-lo.
Tu queres viver à moda
mas se bebes whisky and soda
depois te vem de vomitar.

Tu danças o Rock and Rol,
tu jogas a basebal,
mas o dinheiro para as Camel
quem o dá para ti,
a bolsinha de mamãe?

Tu queres fazer o americano,
americano, americano,
mas nasceste em Italy,
escute-me, não tem nada a dizer
okay, napolitan.
Tu queres fazer o americano,
tu queres fazer o americano.

Whisky and soda e Rock and Rol.
Whisky and soda e Rock and Rol.
Whisky and soda e Rock and Rol.

Tu queres fazer o americano,
americano, americano,
mas nasceste em Italy,
escute-me, não tem nada a dizer
okay, napolitan.
Tu queres fazer o americano,
tu queres fazer o americano.

Whisky and soda e Rock and Rol.
Whisky and soda e Rock and Rol.
Whisky and soda e Rock and Rol....

Wilsoleaks Alves disse...

Pelo visto não são só alguns brasileiros que têm complexo de vira-latas. Até em países, ditos de primeiro mundo encontramos apátridas.