24.12.10

Votos

Desejo a todos os leitores e familiares do Casa um feliz Natal, e que seus desejos se realizem em 2011.

Paz e carinho.

24 comentários:

Anônimo disse...

A você Lukas, um Feliz Natal com muita paz, alegria e saúde, são os votos de

João Francisco de Oliveira e família.

Wilsoleaks Alves disse...

Lukinha, Isa e Turma Noqueira...

Nessa coisa de Natal sou meio “Grinch”, ou melhor, inteiro. Mas para não passar em branco vou colocar a letra da Música do Assis Valente que todo mundo pensa ser natalina.

Boas Festas
Composição: Assis Valente

Anoiteceu, o sino gemeu
E a gente ficou feliz a rezar
Papai Noel, vê se você tem
A felicidade pra você me dar

Eu pensei que todo mundo
Fosse filho de Papai Noel
E assim felicidade
Eu pensei que fosse uma
Brincadeira de papel

Já faz tempo que eu pedi
Mas o meu Papai Noel não vem
Com certeza já morreu
Ou então felicidade
É brinquedo que não tem.

OCM E FAMILIA disse...

Caro Corinthiano:

Feliz Natal a você e a Iza, te espero no dia 1 de janeiro e larga de preguiça e ve se escreve mais nesse blog.

PS: Você sabe quem te mandou essa mensagem, ah não esqueci da toca (rsrsr)

Carlos AF De Giovanni disse...

Feliz Natal a você e Isa!
Que 2011 seja um enorme ano! De Paz, Saúde, Sucesso e muitas Alegrias!!!!
Abração!

Carlos e Fátima

Mack disse...

Agora, no aconchego do barraco as coisas tendem a melhorar. Muita força e felicidades. Corinthiano é assim mesmo verga mas não quebra!

Anônimo disse...

Feliz ano novo, tio Lukas
Que Deus sempre te abeçõe
e com certeza este ano será
de plena recuperação
gde abço
Adriano

Zé povão do PSOL disse...

Você tem plano de saude(UNIMED) e as pessoas que não tem tão mal de saude no Brasil né, e ainda vota no PT? TRISTE LUKAS!

Dr. José Francisco disse...

Zé do Povão o povo brasileiro sofre não só com a falta de uma saude digna como também pela falta de uma educação,segurança dignas.

Wilsoleaks Alves disse...

Zé Povão do PSOL...

Quando o Senador José Nery (Psol-PA), seguindo orientação de seu partido, votou contra a CPMF retirando 40 bilhões por ano da Saúde Pública você automaticamente perdeu o direito de usar o epíteto “Povão”, porém, o Zé ainda pode lhe servir de alcunha, até porque, se não faltam bons Josés neste país, tampouco, carecemos dos maus.

Zé Povão do PSOL disse...

A CPMF era desviada pelo PT(partido do mensalão), porém saliento que o meu comentário foi endereçado ao dono do blog, o Sr. Lukas, não admito a interferência de ótarios no meu pitaco.

Rubão disse...

O povo tem que se lascar mesmo, reajuste do mínimo abaixo da inflação, nada para os aposentados, o pior rendimento da poupança dos últimos vinte anos, inflação em alta é isso o que dá em votar no maior mentiroso dos últimos 500 anos da história deste País, o povo merece tudo isso!!!!!!ha,ha,ha,ha, enquanto isto eles e elas vão ter um aumento de 61%, deputados, senadores, presidente da república, etc,etc e o povão, oh, que se lasque, mas o povo merece e como merece!!!!

Wilsoleaks Alves disse...

Zé (ex-Povão) do Psol...

Se você tem provas de que o PT desviava verbas da CPMF deve encaminhá-las imediatamente ao Ministério Público Federal, se não tem, poupe-nos de sua perfídia.
Igualmente, o tosco comentário que você endereçou ao Lukas, passou a ser de domínio público no momento em que você o postou neste espaço. Se você pretende conversar em particular com o Dono do Blog faça-o através de seu e-mail, já que este não é segredo para ninguém.

Wilsoleaks Alves disse...

Lucas e Amigos Noqueiros...
A educação e a segurança melhoraram bastante no Governo do Presidente Lula, bem como, a condição financeira das classes mais pobres.
O reajuste do salário mínimo foi feito com base no crescimento da economia e na reposição da inflação, os aposentados tiveram seus proventos corrigidos pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) para garantir, no mínimo, seu poder de compra.
Desconfiem sempre, amigos, daqueles que mentem, seja manipulando números ou até afiançando que uma bolinha de papel, “na verdade”, é um míssil Tomahawk.

Wilsoleaks Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Wilsoleaks Alves disse...

Um homem morador em Santo André (ABC) enviou à escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi (zona norte de SP) um e-mail atacando a escolha do samba-enredo para o Carnaval 2011. O e-mail, com a assinatura "Caio César, 20 anos", ataca nordestinos que moram em São Paulo e contesta a homenagem que a escola vai prestar ao povo do Nordeste no ano que vem. Essa é a nona mensagem recebida desde o último dia 17 de dezembro com esse teor
O e-mail foi recebido pela Acadêmicos do Tucuruvi ontem, mas foi enviado pelo racista na tarde do último sábado, dia de Natal.
O texto do e-mail faz ofensas contra o povo nordestino com palavras de baixo calão: "Capital do Nordeste é o c...! Vão todos tomar no c..., escola de b...! Temos que valorizar a cultura paulista, e não esse povinho de m..., cabeça chata. Tomara que esse Carnaval seja o pior de toda a história da escola. É o que deseja (sic) todos os paulistas separatistas. São Paulo é o meu país", afirma a mensagem.(Por Helena)

Zé Povão do PSOL disse...

Lukas vc tem paciência de Jô, não sei como você aquenta o ótario desocupado Wilson Alves, estou saindo logo mais para Guaratuba pegar uma prainha e passar a virada do ano novo por lá, desejo a vc e familia um ótimo ano novo cheio de realizações, saude e paz.
UM GRANDE ABRAÇO!

Anônimo disse...

Se desejar muita luz, a Copel aumenta a conta;

Se desejar muita saúde, a Unimed te descredencia;

Se desejar muito dinheiro; o governo leva 45% em impostos;

Então só desejo que você e a Isa sejam muito felizes em 2012!

Dr. José Francisco disse...

O wilson Alves tá sendo motivo de piada e chacota no "Casa do Noca" ashuashuashuashuashua!
VEJAM ESTA:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anuncia hoje a concessão de refúgio ao terrorista italiano Cesare Battisti. Lula recebeu ontem pela manhã parecer da AGU (Advocacia-Geral da União) recomendando a permanência no Brasil de Battisti, acusado na Itália de quatro assassinatos na década de 1970.

Quem sabe o Battisti não seja convidado pro show da posse e, de repente, pinta um clima entre ele e a Dilma, hein?! Já pensou, o Brasil sob o comando de Bonnie & Clyde??!

Wilsoleaks Alves disse...

Lukas e Amigos da Casa do Noca...

Não nego que cheguei a temer pelo destino de Cesare Battisti, contudo, Lula demonstrou ser mesmo o melhor de todos os Presidentes.
Enquanto Vargas manchou sua reputação sendo ditador e carrasco de Olga Benário, Lula governou com total liberdade de imprensa e instituições públicas, e ao final de seu mandato coroa sua gestão com este gesto de coragem e soberania ante a soberba de um País de Primeiro Mundo.
Cesare Battisti foi ativista político na Itália dos anos 40/50, seu grupo de atuação o “Proletários Armados pelo Comunismo” foi responsabilizado pela morte de quatro pessoas, ainda nesses anos de chumbo, e uma testemunha, membro do grupo, seduzido pela delação premiada, acusou Battisti por todas as mortes. O processo e o julgamento foram conduzidos à revelia do acusado.
Em 2009 o Ministro da Justiça Tarso Genro considerou Cesare como refugiado político, isto por si só já inviabilizaria a extradição:
Lei nº 9.474/97
Art. 33. O reconhecimento da condição de refugiado obstará o seguimento de qualquer pedido de extradição baseado nos fatos que fundamentaram a concessão de refúgio.

Paulo Vidigal disse...

Lukas o governo Lula é uma piada, da dó ver este coitado do Wilsoleaks Alves defendendo este governo.
O balanço dos oito anos do governo deve ser feito sobre a base da questão fundamental para a maioria da população, a saber, se o Estado, sob o governo do PT deixou de ser uma máquina de extrair o dinheiro de toda a população para entregar aos grandes capitalistas falidos e se serviu, em alguma medida o interesse do povo.

A resposta deve ser taxativa. Lula foi a fachada esquerdista que contribuiu decisivamente para a preservação da enorme operação de confisco da renda popular em favor dos bancos, do grande capital e do imperialismo.

O mecanismo essencial do Estado nacional nesta etapa é a transferência cada vez maior de dinheiro da maioria da população para o bolso dos especuladores e banqueiros. Nisso, o governo Lula foi um governo “neoliberal”, igual ao de FHC. Esta é a característica do Estado capitalista em uma fase avançada de decomposição do regime capitalista.

Na campanha eleitoral e depois, os defensores do governo Lulaavançaram a tese de que o este foi um governo qualitativamente diferente do de FHC, que foi um governo social, um governo de esquerda, democrático. Essa noção, logicamente, só é possível de ser levada a sério se reduzirmos, de uma maneira completamente absurda os problemas nacionais, das massas e políticos a uma escala infinitesimal. Esta escala deformada é, já pelos seus preconceitos de classe, parte integrante da mentalidade da classe média direitista que domina o aparelho do PT e que é a parte mais ativa do seu apoio. Como sabemos, o PT, ao longo dos anos vem sendo controlado cada vez por uma classe média que nada mais é que a contrapartida da classe média que apóia o PSDB. Esta mesma escala é, logicamente, a do próprio PSDB, o que quer dizer que é a escala de problemas que a burguesia impõe ao povo que seja considerada e discutida.

Paulo Vidigal(continuando) disse...

O Wilsoleaks Alves mente descaradamente ao defender o PT:
CONTINUANDO:

Para a burguesia, a miséria crescente de dezenas de milhões de brasileiros, nunca aparece nessa escala microscópica. Os 70 milhões de miseráveis criados pela política de FHC, continuada por Lula, sequer são considerados como um dado da realidade nacional. Simplesmente não existem. É uma redução do panorama social e político aos interesses dos capitalistas que, por seu lado, não têm nenhum interesse sequer em discutir a miséria de ninguém. Os problemas que os capitalsitas vêem são muito menores, de administração da realidade miserável e hedionda que eles criaram para a população. Nessa escala microscópica, Lula pode até parecer um reformista como uma formiga pode parecer um dinossauro. No entanto, o governo Lula é um gigantesco fracasso do ponto de vista das expectativas que ele criou nas camadas pobres da população. Ela nada fez, senão servir como uma fachada para uma política imutável determinada pelos bancos e pelos grandes especuladores internacionais. Para entender isso, é preciso sair da escala infinitesimal e encarar os problemas de grande porte, por exemplo, o caráter e a função do Estado brasileiro na atual situação.

O Estado brasileiro é, essencialmente, um gigantesco mecanismo de transferência de dinheiro dos 200 milhões de brasileiros para um punhado de bancos e especuladores. Neste último ano de governo Lula transferiu, só para os bancos, para pagamento dos juros da dívida pública, mais de 300 bilhões, uma soma estatosférica que corresponde a cerca de 1/3 de todo o orçamento federal. Considerar esta política como sendo de esquerda, social ou reformista, só9 é possível se as palavras perderem totalmente o sentido.

Na escala da política burguesia este problema não existe, está dado, como um dogma religioso. O transferência monstruosa e extorsiva de toda a poupança nacional realizada por intermédio do Estado é considerada como coisa absolutamente natural e se alguém falar em modificar esta situação, ameaçam o mundo inteiro com desastres apocalípticos. Governar seria administrar as sobras que caem no chão deste faustoso banquete dos banqueiros. Nessas condições, todos os arroubos reformistas do PT só podem ter um caráter mais que medíocre, de uma verdadeira farsa esquerdista, com poucos paralelo histórico. Nada mais é que de uma caricatura ridícula, uma política de repartição de sobras. Mesmo estas sobras, as mais aproveitáveis vão para a burguesia e nada para as massas. Lula nesse sentido, foi o administrador da máquina de transferir dinheiro dos pobres para os ricos. Isso só não parece ridículo pela diminuição da escala dos problemas. Nesse particular, sua função foi extraordinariamente importante. Nenhum partido, nenhum governante, nas condições de falência do governo neoliberal após o final da década de 90, teria conseguido manter esta máquina monstruosa de roubo permanente da população em funcionamento sem uma revolta geral.

Está claro que Lula foi ajudado por uma conjuntura contraditória que permitiu o ingresso massivo de investimento estrangeiro que cria uma aparência de prosperidade, mas mesmo assim, Lula foi, acima de tudo o salvador da política de pilhagem do PSDB.

Anônimo disse...

Tem que mandar o batisti pra cadeia, o sapo barbudo qué libertar um matador de 4 inocentes?

Wilsoleaks Alves disse...

Pau no Vidigal...

Como não dá pra rebater o excesso de tolices que você proferiu, vou apenas mostrar quanto o Governo Lula impulsionou nosso País.

Risco Brasil
FHC - 2.700 pontos
LULA - 200 pontos

Salário Mínimo
FHC - 78 dólares
LULA - 210 dólares

Dólar
FHC - Rs$ 3,00
LULA - Rs$ 1,78

Dívida FMI
FHC - Não mexeu
LULA - Pagou

Indústria naval
FHC - Não mexeu
LUL - Reconstruiu

Universidades Federais Novas
FHC - Nenhuma
LULA - 14

Extensões Universitárias
FHC - Nenhuma
LULA - 45

Escolas Técnicas
FHC - Nenhuma
LULA - 214

Valores e Reservas do Tesouro Nacional
FHC - 185 Bilhões de Dólares Negativos
LULA - 160 Bilhões de Dólares Positivos

Créditos para o povo/PIB
FHC - 14%
LULA - 34%

Estradas de Ferro
FHC - Nenhuma
LULA - 3 em andamento

Estradas Rodoviárias
FHC - 90% danificadas
LULA - 70% recuperadas

Industria Automobilística
FHC - Em baixa, 20%
LULA - Em alta, 30%

Taxas de Juros SELIC
FHC - 27%
LULA - 11%

Mobilidade Social
FHC - 2 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza
LULA - 23 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza

Empregos
FHC - 780 mil
LULA – 15 milhões

Investimentos em infraestrutura
FHC - Nenhum
LULA - 504 Bilhões de reais previstos até 2010

Mercado internacional
FHC - Brasil sem crédito
LULA - Brasil reconhecido como investment grade

Wilsoleaks Alves disse...

Mesmo você sendo sem nome merece ler o comentário do LAERTE BRAGA que tem nome e CREDIBILIDADE.

A decisão do presidente Lula de conceder refúgio político ao escritor italiano Cesare Battisti é correta sob todos os aspectos. O governo italiano não conseguiu provar junto à Justiça brasileira que Battisti é culpado dos crimes dos quais é acusado e tampouco oferecer garantias de um julgamento justo, no caso da extradição, até em observância ao que determina o tratado sobre o assunto entre Brasil e Itália.
Foi desastrada a ação do governo de Berlusconi (como desastrado é o seu governo) na condução do processo. Vergonhosa a atitude do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) quando recebeu o embaixador da Itália pela porta dos fundos do seu gabinete e suas atitudes após essa visita.
A expressão “terrorista” usada pela mídia privada brasileira para rotular Battisti perdeu o sentido depois do WikiLeaks e do terrorismo (sem aspas) praticado por norte-americanos e seus aliados (colônias) em todo o mundo.
Não cabe julgar politicamente a participação de Battisti no processo de resistência em determinada época a governos italianos. François Mitterand, socialista e presidente da França por 14 anos não hesitou um só instante em conceder asilo a Battisti.
O que está no centro do palco é outro tipo de jogo. Um jogo sórdido do primeiro-ministro Berlusconi, contestado por manifestações em toda a Itália e que queria exibir a cabeça de Battisti como troféu para tentar um novo mandato.
A decisão de Lula foi coerente com sua história, respaldada no Direito e reforça a tradição brasileira de braços abertos aos perseguidos políticos em outros países (exceção vivida apenas no período da ditadura militar, ela própria perseguidora).
No apagar das luzes de seu governo o presidente da República assume a atitude de estadista num caso como este.
Battisti está preso no Brasil, buscou o nosso País para refugiar-se de ações ilegais do governo de seu país, logo é um problema nosso.
Conceder o refúgio a Battisti reforça a grandeza da política externa brasileira e das tradições de paz e liberdade de nosso País.
São coisas distintas, portanto.
Battisti foi partícipe de um processo de lutas que permeava toda a Europa na década de 60 e se estendia a todo o mundo de um modo geral. Um processo decisivo na construção de estradas passíveis de se começar a abrir picadas em meio a um estado autoritário no seu todo, mesmo em supostas democracias como a italiana.
Lula fecha com chave de ouro seu governo – ao qual cabem críticas, evidente – ao conceder refúgio político a Cesare Battisti sem se intimidar com a cara feia de um governo que preside uma colônia norte-americana na Europa, o italiano e a Itália e é antes de mais nada uma reedição trágica dos momentos pornográficos dos césares, ou histriônicos do Duce.
E não poderia ser diferente, Berlusconi é banqueiro.
Mostra um Brasil diferente daquele de FHC. Um Brasil que a despeito dos problemas, das críticas que possam ser feitas, caminhando ereto, de pé, que se espera, aliás, continue a ser assim com Dilma Rousseff.
(Por Laerte Braga - texto resumido)