10.9.10

Chupetinha no café da manhã

Ia passar batido porque a manhã foi corrida devido à entrega da coluna pro Diário. Nem devia falar sobre isso. Mas, fiquei abismado.

O programa Maringá Urgente desandou na edição de hoje. 7h4o da matina, hora de a família se reunir para o café matinal e cada um pegar o seu rumo.
A "notícia" envolvendo suposta pedofilia, que dá audiência mórbida ultimamente, fez a cabeça de alguém do canal e se transformou numa baixaria.

Em Campo Mourão, um senhor de 75 anos- embriagado- segundo o repórter- foi denunciado por oferecer 10 pilas para uma menina de 11 para que ela praticasse sexo oral nele.
No meio da rua, num bairro pacato da cidade.

O programa colocou a mãe da garota no ar:
"Ela [a filha] falou que ele ia dar 10 reais pra ela fazer uma chupetinha".

Foi pro ar, assim, sem pudor algum por parte da produção (?) do programa. Chupetinha. Foi pro ar numa TV pública que, dizem, o dono ser mantenedor de uma Fundação.
Fodam-se a integridade, o horário, o jornalismo, o bom senso e a

Depois apresentaram a menina, que disse:
"Ele falou que ia dar 10 reais pra mim pra chupar o negócio dele".
Assim, na bucha, sem efeito sonoro para preservar o anonimato da garotinha.

(Pra encher linguiça, no embalo, na falta de pauta, o programa Cidades no Ar , da RICTV, também veiculou a matéria. Às 8h20 da matina.
Tomaram o cuidado de aplicar um efeito sonoro sobre a chupetinha, mas a cagada pisada já tava feita lá na co-irmã).

Terminada a matéria do Maringá Urgente, o apresentador Claudiomar César parece ter ficado com vergonha e encerrou o programa imediatamente.
"Não dá mais tempo pra nada".
E tchau.
E fica por isso mesmo.

Mais pra frente não fique indignado ao saber pela Tv se uma menina de 10 anos cuspiu ou engoliu.

5 comentários:

Ivan disse...

Maringá, cidade de primeiro, mundo, universitária, eta paraguaizão véio de guerra.
Lukas, essa me fez lembrar de um "causo" sobre a testemunha de um estupro.
Ao ser indagado pelo delegado, sobre como tinha ocorrido o estupro, o cara tascou: Seu delegado, o sujeito enfiou o p.. na b..... e só deixou os ovos de fora.
Mas o que que é isso? O delegado ficou muito irritado e deu uma bronca no testemunha. O Sr. não está vendo que está na presença da mãe, do pai, da avó e da menina? Faça o favor de usar mais os pontos, as vírgulas e os etcs.
Vamos lá, como foi mesmo o estupro?
Seu delegado, só vi que o sujeito enfiou o ponto na vírgula e só deixou os etceteras de fora.

Anônimo disse...

essas merdas de programa tem audiencia pq gente como vc, Lukas, que se diz inteligente, assiste.

Anônimo disse...

Ao anõnimo: O Lukas, sempre interado devido à sua profissão de cartunista sagaz, assiste a programas policiais e derivados para ver se a vossa irmã, cafetina, foragida da pólicia por tráfico de drogas, já foi presa.
(Jacomino Pires, do Conselho Editorial_

Marco disse...

bom, ministério público tá aí pra isso... só tem que denunciar pra ver se funciona.

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

E cadê o MP? A telinha já não é a própria denúncia?

Depois que um juiz prega uma liminar ou uma suspensão do canal contra um programeco desses o sujeito fica alardeando falta de liberdade de imprensa... ora!