10.6.10

Viva o comunismo

O ultraliberal Sardenberg agora defende o comunismo chinês. Vale tudo para diminuir o Pibão brasileiro.

21 comentários:

Anônimo disse...

O projeto do Lula é voltar em 2014, mas para isso, ele precisa eleger o poste chamado Dilma. Para tanto, ele precisa de um amplo e irrestrito apoio por parte de bases aliadas e, o que ele vem fazendo? enfiando goela abaixo das pessoas tudo aquilo que faz parte desse seu projeto de Poder, como a própria Dilma, o apoio do PT aos Sarney no Maranhão e agora o Hélio Costa em Minas Gerais!
Ele dá ao PT empregos na máquina pública e fica tudo ótimo.
Assim, comprando a tudo e a todos (como ndo mensalão), ele põe em prática seu plano de passar 16 anos na presidência (2002-2010 e 2014-2022).
quem tiver estômago que aguente!!
eu não tenho!!

Anônimo disse...

O pt e seu caudilho eram só a fachada institucional para os delírios revolucionários. Se nada aprenderam com a queda do muro de Berlim e o esfacelamento da União Soviética, têm mais é que tomar coice de petralhas e bobolivarianos, seus companheiros de “utopia”.

Marcos sena disse...

Roberto Campos disse que era aceitável o esquerdismo - numa pessoa -, até aí pelos 25 anos de idade (ligava-o a rebeldia). Após essa faixa - devia supor - a pessoa, se “reta” (ou do “meio”, ao menos) tomaria juízo. Vejo no seu perfil que a anta chamada Wilson Alves tem 51 anos de idade, portanto uma pessoa totalmente fora do contesto e no mais puro cinismo.
Wilson Alves merecia um pé na bundaleca para deixar de ser (ou finge ser) tolinha.

Anônimo disse...

Lukas, não sei se você já assistiu o Kennedy Alencar entrevistando Oliver Stone? Vale a pena. É uma aula que um americano inteligente e humanista nos dá.
http://www.redetv.com.br/portal/jornalismo/enoticia
Ivan

lukas disse...

Oi, Ivan. Assisti a entrevista. Muito boa.

Wilson Alves disse...

Parabéns Marcos Sena. Fico extremamente lisonjeado de que você tenha citado Roberto Campos para me defenestrar, já que para um reacionário, ainda imberbe, o natural seria citar os grandes intelectuais de direita da atualidade, tipo Kamel, Mainardi, Jabor...
Acho bacana essa coisa de você querer qualificar o debate, quem sabe numa próxima oportunidade você possa citar Nelson Rodrigues, afinal, vocês da direita vivem mesmo “a vida como ela é”; “bonitinha, mas ordinária”.

Anônimo disse...

Lukas, se cineastas como Michael Moore e Oliver Stone percebem e denunciam como agem os donos do mundo, por que os colonizados daqui assim também não os percebem? Fiquei impressionado com a admiração externada pelos líderes sul americanos, especialmente do mais odiado: Eu adoro esse cara. Além disso, ele também não gosta de PIGs e distingue bem os mocinhos dos bandidos.
Ivan

Ivan

Marcos Sena disse...

Caro Wilson Alves, citando o mestre:
"Bom, todo mundo sabe que o dinheiro do governo é gasto para sustentar universidades ruins e grátis - duas indiscutíveis vantagens - para classes médias que podem pagar. Nada melhor. Garante comícios das UNEs da vida, ótima preparação para futuros políticos analfabetos!"

Talves este seja o seu mal, ou seja o analfabetismo politico e econômico, ou ainda o fanatismo cego que não vê a corrupção e a desordem do governo do PT.

E para terminar cito Dnovo o mestre:
"Os esquerdistas, contumazes idólatras do fracasso, recusam-se a admitir que as riquezas são criadas pela diligência dos indivíduos e não pela clarividência do Estado"

Anônimo disse...

Post recente de Paulo Henrique Amorim. Os bem intencionados podem deduzir quem rouba ou roubou quem.

O pré-sal é a maior vitória de Lula. Sobre FHC
É provável que o principal legado do Governo Lula à presidente Dilma Rousseff e ao Brasil seja a vitória no Senado na madrugada de quinta feira, dia 10 de junho de 2010.
Lula aprovou uma Lei 2004 – como se Vargas recriasse a Petrobrás em 2010.
Lula, Dilma e Sergio Gabrielli, presidente da Petrobrás, estão na moita.
Para não despertar a ira do Roberto Marinho, Assis Chateaubriand e seus sucedâneos (mais medíocres).
O Farol de Alexandria tentou passar uma rasteira na Petrobrás e abriu uma brecha na exploração do petróleo.
Anteontem, Lula desmontou a arquitetura privatizante da Petrobrax.
A Petrobrás de Vargas e Lula deverá realizar a maior capitalização o mundo – US$ 60 bilhões – para poder explorar o pré-sal.
A Petrobrás é que vai explorar o pré-sal, com uma participação MÍNIMA de 30% em cada bloco de exploração.
O regime de exploração será o de “partilha”.
Vargas e Lula sepultaram o regime do Farol, que era o de “concessão”, que vem da mesma raiz etimológica de “conceder”.
Ou seja, os exploradores das jazidas, agora, vão ter que rachar com o povo brasileiro o que encontrarem lá embaixo.
Antes, eles levavam a grana para casa.
A participação da União no capital da Petrobrás deve aumentar de 32% para 42%.
O PiG (*) ainda não acordou para o que aconteceu naquela madrugada histórica.

Na primeira página, o Estadão parece (como sempre) preocupado com a “estatização” da Petrobrax.

A Folha (**) tem um novo colonista (***), que adverte, na pág. B15 (clique aqui para ler): a Petrobrás é maior do que no Brasil.
(Ele poderia sobrevoar a região de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, e dar uma olha nas plantações de cana, nas usinas, nas fábricas de equipamento para o etanol.)
O Globo se dedica à prática de uma calistenia provinciana: os royalties do Rio.
(Que serão do Rio faça chuva, faça sol.)
A elite conservadora piorou de qualidade.
Fossem o Chateaubriand e o Roberto Marinho vivos, e a Lula e Gabrielli não sairiam assim, de mansinho, com um sorriso discreto nos lábios, como se o Senado lhes tivesse dado de presente uma caixa de Sonho de Valsa.

Paulo Henrique Amorim

Anônimo disse...

Paulo Henrique Amorim recebe mensalão do PT então......

Anônimo disse...

O Lula que fala lá no alto é o pré-candidato do PT à Presidência, em 2001, num ato no Maranhão. A Roseana a que ele se refere, obviamente, é esta mesma que está sendo imposta agora aos petistas. O Sarney é o Sarney de sempre, e o Lobão é o Edison, seu atual ministro das Minas e Energia.

A família Sarney continua a mesma de nove anos atrás. Para ser justo, continua a mesma de 50 anos atrás. Para ser justo, continua a mesma de 100, 150 anos atrás… E por isso o único estado do Nordeste a não sofrer com o problema da seca também segue sendo o mesmo: apresenta os piores índices sociais do país.

É preciso ser justo: quem entende do riscado sabe que Lula também não mudou. O oportunismo, antes, o fazia atacar a família Sarney. E o mesmo oportunismo, agora, o leva a impor Roseana ao PT.

Lula sempre foi um homem de palavras!

Por Reinaldo Azevedo.

Roberto carlos disse...

ótimo marcos sena, vai ai uma frase de outro grande mestre, o gênio José Guilherme Merquior:

O liberalismo moderno é um social-liberalismo, é um liberalismo que não tem mais aquela ingenuidade, aquela inocência diante da complexidade do fenômeno social, e em particular do chamado problema social, que o liberalismo clássico tinha. O liberalismo moderno não possui complexos frente à questão social, que ele assume. É a essa visão do liberalismo que eu me filio.

Wilson Alves disse...

Pois é Marcos Sena, mas se as universidades públicas são tão ruins como você diz, então por que vocês da classe mérdia “não largam o osso”?
Aliás, por falar em largar o osso, ponha o de lado por alguns segundos e me responda: o que seria analfabetismo econômico? Juro-lhe que faria tal argüição, diretamente, ao Roberto Campos se este não estivesse no inferno, claro. O caso é que sou mais adepto do clima temperado...

Wilson Alves disse...

Quanto à corrupção, infelizmente, esta existe em todos os partidos. E nuns mais que noutros. Para melhor ilustrar citarei dados do TSE: o primeiro colocado é o DEM (ex-PFL), com 69 casos, mais de um quinto do total. DEM, PMDB e PSDB somam 193 casos, 57% do total. O PT tem 10 casos (2,9%), sendo que o PCdoB não tem nenhum caso comprovado de corrupção.
Isto posto, Marcos Sena, fica evidente que não foi só Roberto Campos que morreu, sua retórica neoliberal, nesta ultima crise mundial, também foi pro beleléu.

Will Boof disse...

Gostei de ver a volta dos parceiros Wilson Alves e Ivan aqui no Casa. Depois que o Ivan foi a Paricida de Goiais, voltou mais faceiro...
Devem ter jogado muito xadrez e peteca, além de um fazer a barbinha um do outro, no melhor estilo Fidel/Chegaavara.

Toda felicidade a vocês!

Wilson Alves disse...

É muito natural que quem não tenha argumentos ou propostas parta para a agressão de caráter pessoal. Esta mesma artimanha, de produzir ilações está sendo utilizada contra a candidata governista Dilma Rousseff, acusada de fabricar dossiê contra um candidato caindo nas intenções de votos.
A política em sua versão mais torpe serve aos boçais da direita, assim como um tufo de grama serve ao miserável que está sendo tragado pela areia movediça...

Marcos Sena disse...

Caro Wilson Alves, T respondendo:
As universidade públicas são ruins, professores jurassicos ruins, tudo ruim, mas é gratis e quem estuda somos nós, pois estudamos em colégios particulares antes da universidade(passar no vestiba é moleza para nós), verifique que o ensino fundamental e médio está uma merda pois está na mão do estado, os pobres ficam sem faculdade ou vão fazer administração nas privadas para servir os empresários hehehehe.

Analfabetismo econômico é vc criticar o Roberto Campos e ser um cara raivoso e mandar para o inferno um senhor que foi cristão a vida toda, não julque para não ser julgado.

E para terminar: o liberalistmo está vivo e muito vivo Sr. Wilson Alves.

Marcos Sena disse...

Continuando:

Quando o Lula deu uma de mané que tava de pressão alta(mas tinha tomados umas antes de viajar)
o hospital para qual o molusco-mor foi levado foi um particular. O que vc pensa disso Wilson Alves? O presidente não deveria dar exemplo e servir-se da saúde pública, ágil, competente? e vc ainda diz que o liberalismo morreu!!!

Wilson Alves disse...

Veja só até aonde vai a sociopatia desse pobre Marcos Sena.
Mais que nunca fica provado que o Presidente Lula ao democratizar o ensino, tornando-o mais acessível às classes menos privilegiadas acerta “uma no cravo outra na ferradura”. No cravo: valoriza os excluídos; na ferradura: abaixa a crista dos “incluídos”.
Roberto Campos nunca foi cristão, não quer dizer que não tenha sido católico ou evangélico. Para ser cristão é imperativo seguir ou ao menos tentar seguir os ditames do Mestre Jesus, é necessário amar ao próximo como a si mesmo, é imprescindível ter disposição em repartir o pão, para não ser equiparado a um sepulcro caiado.

Wilson Alves disse...

Marcos Sena...
O Presidente Lula, bem como, qualquer brasileiro que quiser um serviço de melhor qualidade terá que optar pelo privado, se puder pagar, claro. Esta anomalia social ainda ocorre porque os governos que antecederam a gestão do Presidente Lula não priorizaram o público (assim como fazia Roberto Campos) e não valorizavam a totalidade do povo brasileiro (assim como faz você).
Segundo recentes dados do IPEA se o Brasil continuar esta política progressista e socialista em meados de 2016 a miséria estará erradicada de nosso país. Desta forma, Marcos Sena, há prenúncio de que em breve nosso povo terá menos motivos para se entristecer e você para se alegrar.

Willson disse...

O Marcos Sena, você quer que o nosso presidente Lula seja internado pelo sus é? Quer que ele morra a míngua na fila ou por falta de leito no hospital? Quer que a cachaça mate o nosso querido corintiano Lula?
Não seja tão maldoso meu caro!

Por falar nisso...
ainda bem que a Dilma não toma umas né?

Grande abraço ao xará Wilson Alves e ao Ivan, consecutivamente