29.6.10

Sacanagem na Copa

Do presidente da Fifa, Joseph Blatter, sobre as duas falhas grotescas da arbitragem nos jogos Argentina x México e Inglaterra x Alemanha:
“Falei com as delegações do México e Inglaterra e disse: ’sinto muito’. Eles agradeceram e aceitaram que os erros de arbitragem fazem parte do jogo, embora tenham contribuído para suas eliminações”.
“Pessoalmente lamento, quando se vê que os erros dos árbitros foram tão evidentes. Mas não é o fim da competição ou do futebol, isso pode acontecer", completou Blatter.
(A Fifa diz que não cogita usar câmeras para resolver lances duvidosos em campo).
*************
As seleções se preparam por quatro longos anos. Treinam, se esfalfam, jogam pela classificação; os torcedores de matam nos estádios, a imprensa fica em polvorosa, os jogadores se superam, . Ufa! Finalmente a vaga é conquistada. O país delira.
Aí um trio de arbitragem- uns caras que vêm lá da PQP e que a gente nunca viu mais gorda- erra grosseiramente durante um jogo decisivo, o time cai fora, os jogadores e todos os envolvidos voltam pra casa, cabisbaixos, deprimidos, e fica tudo por um "sinto muito" e "isso pode acontecer". E foda-se.

É por fatos como esse, aliado ao mercantilismo explícito dos jogadores, o medo de se machucar e perder um contrato milionário comtimes europeus, interesses escusos de redes de TV, patrocinadores e cartolas, que tio Lukas deixou de curtir futebol há muito tempo. A última Copa que torci de verdade foi a de 1990. De lá pra cá o futebol brasileiro perdeu o brilho, a garra o amor à camisa, ao país e ao torcedor.
Podem até me depreciar por isso, mas eu não torço pro Brasil. Assisto lá de vez em quando uma final de campeonato ou um clássico instigante. Mas não sou de me refestelar no sofá grudado numa cerveja. De 90 minutos de um jogo eu devo assistir uns 30, picadinhos.

Olha lá: não que eu torça pra seleção perder. Não é isso. Simplismente eu ignoro. Durante o jogo contra o Chile, por exemplo, eu fiquei o tempo todo jogando Tomb Raider. Fiquei sabendo dos gols pelos rojões. Na verdade é uma incongruência da minha parte: não torço pra perder, mas torço pra não fazer gols. Claro que não dá certo, né?
Quando acontece um gol lá vem queimação de grana. Barulho que deixa minhas cadelas (e todos os cães do planeta) em polvorosa, estressadas, babando, acuadas, sem saber que caçamba tá acontecendo. Dèem um poster da seleção brasileira pra Poli pra ver se ela não caga em cima com o maior prazer.
Antes que alguém escreva dando pau, repito que quero ver, sim, o Brasil se tornar Hexa. Mas, se der Argentina ou Alemanha, o papel e a caneta nanquin vão estar esperando por mim de qualquer maneira.

7 comentários:

Anônimo disse...

Assino em baixo.
Talvez o povo brasileiro, que somente se veste de verde e amarelo de 4 em 4 anos, melhore um pouco se o país não participar das copas de 2018 e 2022.
Povinho de terceiro mundo que só vive torcendo para um time ou festejando no carnaval.
Marcos Maringaense

Anônimo disse...

"Durante o jogo contra Portugal, por exemplo, eu fiquei o tempo todo jogando Tomb Raider. Fiquei sabendo dos gols pelos rojões."

Ê Lukas, o jogo acabou 0 x 0. é pra ver como vc tava interessado... hehehehe.
eu si divirto!

lukas disse...

Huahuahua. É verdade, ô anônimo. Foi contra o Chile. Já corrigi o texto..

Wilson Alves disse...

É... Mas, ao final do jogo do Brasil contra Portugal ao menos aqui em Paris(cida) teve um bocado de fogos.
Claro, quem compra os ditos cujos barulhentos nunca se contenta em guardá-los até o próximo jogo. Vai que no próximo perde...

Anônimo disse...

eu torço contra a seleção. contra o dunga. o ricardo texeira etc... nessa copa tô torcendo pra gana. se ela perder, torço pro uruguai ou pro paraguai, caso nossos fornecedores de produtos genuinamente chineses consigam a proeza de avançar. meus motivos são econômicos. a china será a grande potencia do futuro. então por que não se aliar aos seus sócios agora. o nixon viu isso lá nos anos 70.
acm

Guilherme M. disse...

o primeiro anônimo ai ..."Povinho de terceiro mundo que" você é da onde cara? classe média se achando elitinha... acorda cara seleção é uma coisa... nação é outra ... tipico eleitor de SBII

Anônimo disse...

O barulho dos rojões também provoca o maior alvoroço nos pássaros quando é final de tarde eles já estão nas árvores para dormir. Portanto, em termos ambientais rojão é um horror, pois os pássaros têm direito ao sossego, mas ninguém quer saber.
Os tontos que sofrem na frente da TV não ganham um centavo com isso e tem até trouxa que andou falsificando atestado médico para se livrar do turno na hora da partida e perdeu o emprego.
O jornalista flavio gomes (colunistas.ig.com.br/copa2010flaviogomes) disse que a última seleção para a qual torceu foi a de 1986, por pena de zico, sócrates e falcão, de 1982.
Abraço.