20.6.10

Relatório fail

Na quinta-feira escrevi que iria ao médico do pescoço levar o resultado de duas tomos e fazer uma laringoscopia. Deu que meu organismo estava produzindo tanta secreção que foi impossível localizar a região exata a ser examinada. A tomo do pulmão deu zerada, o danado tá intacto. A do pescoço, onde o bicho pegou, foi analisada superficialmente pelo médico, que preferiu conferir a evolução da melhora com mais vagar e mais tempo.
Resultado: seis dias de antibióticos, xarope, Sorine e inalação três vezes ao dia pra acabar com a secreção. Devo voltar ao consultório lá por quarta-feira, ou assim que perceber o fim ou diminuição da secreção. Em dois dias já senti uma pequena melhora. Tenho dormido bem (sem tossir) e os pigarros estão desaparecendo.
Ontem passamos em uma farmácia e resolvi me pesar. Devo ter engordado uns 18 gramas. Eu pesava 78 quilos há seis meses, agora não saio dos 60. O problema é a alimentção deficitária. Tenho comido porções pequenas. Coisas massudas mesmo, que fazem a gente ganhar peso, é sem chance. Incomoda bastante a deglutição. Mas eu chego lá.
Portanto, o Dia D fica adiado por mais uns dias. Espero que faça um relatório com boas notícias.
Obrigado e paz a todos.

4 comentários:

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Lukas, o relatório ficou bom, sobretudo pela sinceridade.

Repare que você já está até começando a comer coisas que nunca comera antes; "letras", por exemplo: "...O problema é a aliment_ção deficitária...".

Podem não aumentar muito seu peso, mas “tamém” ajuda. Cuidado pra não começar a engolir ipslões nem xises; “pobremas” na retrodevolução à natureza, tá?... (rsrsrs)

Galhofas a parte, SAÚDE!!!

Anônimo disse...

Parabéns!

Tá valendo a pena vencer tudo, mesmo as agonias.

E vc ainda vai cabar virando "exemplo" da luta humana contra esse mal.

Inté,
Murilo

Anônimo disse...

fica firme cara

pure de batata é delicioso.

pode adicionar molho de tomate por exemplo

será que pode comer?

renato disse...

Nao pare de comer as pequenas porçoes e nem (pelo amor de Deus) de nos brindar todos os dias com algumas migalhas de seu talento e visao privilegiada desse mundinho em que insistimos em ficar.