13.5.10

Leilão

O presidente Lula doou o terno azul-marinho que usou em sua primeira posse, em 2003, para o leilão em prol de um projeto de alfabetização na favela de Paraisópolis, em São Paulo. O lance mínimo é de R$ 100 mil. (Monica Bergamo)

14 comentários:

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

...doou porque foi pago pelo Mensalão, aquele do Valério, do Delúbio, do Zé Dirceu, do Silvinho do Jipão... do... do...

Anônimo disse...

muito facil doar oq nao é seu.

Wilson Alves disse...

Eu te entendo, Lukas...
Não vou negar que fiquei chateado contigo por não poder pagar na mesma moeda ao senhor Balestra a afronta que este fez ao Presidente Lula.
Na verdade além de entendê-lo também sinto uma ponta de comiseração, afinal, pelo que parece, vocês estão próximos...
É assim mesmo a vida, as vezes convivemos com pessoas que não se harmonizam com nossos ideais, mas a vida segue.
Somente para ilustrar, tem uma passagem do Mestre em que ele estando num templo dando palestra foi interrompido por um dos apóstolos que lhe disse:
_Senhor aí fora estão sua mãe e seus irmãos.
Ao que Jesus respondeu:
_Quem são minha mãe e meus irmãos senão aqueles que fazem a vontade de Deus.
Claro que o Mestre não refutava seus irmãos, muito menos sua mãe, contudo, deixou claro que a verdadeira família é a espiritual e não a consanguínia.
Isto posto, não quer dizer que estou insinuando que, eu sim, poderia ser seu irmão. Não, não posso ter esta pretensão, até porque, eu também sei ferir como ficou demonstrado no comentário que você bloqueou. Você não seria capaz de tamanha grosseria, talvez no máximo, evidenciar que sua comida cague na minha, já seria uma grande afronta.

lukas disse...

Wilson. Peço desculpas por ter censurado seu comentário. Eles sempre são lúcidos e bem-vindos aqui noca casa. Concordo com seus primeiros argumentos do texto. Depois você pegou pesado e eu quis preservar minha amizade com você e, principalmente com o primeiro comentarista, que conheço já há uns 25 anos.
É foda ter que moderar comentários, mas, às vezes, faz-se necessário para preservar a harmonia. Blogar é arte de engolir sapos, fazer o quê?
Um abração.

Wilson Alves disse...

Lukas... Eu entendi o impasse, até porque, faria o mesmo que você. Na verdade, sou eu que devo lhe pedir desculpas por haver extrapolado minha indignação.
As vezes esqueço que estou no Planeta Terra, de Gandhi e Hitler; no Brasil de Lula e FHC; na Casa do Noca, do Ivan e do Balestra.
Um abração

FARAÓ... disse...

UÉ...O HUGO CHAVEZ TIROU A FOTO..?
TÔ PRA LER COISA MAIS INADEQUADA DO QUE ESSE CARA ESCREVEU...FEZ ATÉ COMPARAÇÃO COM O "MESTRE"...
QUANTA HIPOCRISIA E RASGAÇÃO DE SEDA....

Wilson Alves disse...

Não estou mais conseguindo colocar a foto do meu gurizinho quando comento porque o Google tá me pedindo até número de telefone para enviar senha, então... Tá difícil, pra caramba.
Quanto aos meus comentários não agradarem a alguns, penso ser perfeitamente natural, afinal, se nem o Mestre agradou a todos, quem seria eu para realizar tal proeza?
O que se depreende de todo este imbróglio é que com foto do Hugo Chaves ou do Ector, Wilson Alves será sempre Wilson Alves, com seus erros e acertos, da mesma forma que, Balestras e Faraós/eunucos nem precisam de fotos para que os conheçamos.

Roccherllytton disse...

Hummmm!!! Lukas feio! Você deixou o Wilson Puxa-Saco triste. Ele vive aqui comentando sobre todos os assuntos e você bloqueia o comentário dele... Ora, deixa o Wilson defender o Lula, que doou seu terno de cento e tantos mil reais. Aposto que ele tava até pensando em comprar o terno pra colaborar com a campanha aí...

Roccherllytton disse...

Lukas, se você não publicar meus comentários, vou jogar umas praguinhas no seu blog:

Tomara que os vídeos que você postar ultrapassem o limite do post e trepem na coluna da direita.

E também aquela imagem do cabeçalho do blog saia do centro e vá para os lados como antes.

lukas disse...

Por favor, não faça isso. O blog já não é aquelas coisas.

Wilson Alves disse...

Na verdade, o Presidente Lula não precisa de minha defesa, no entanto, não consigo me calar ante as injustiças perpetradas por pessoas sem escrúpulos.
Nosso Presidente está neste momento negociando com o Irã uma saída diplomática para o impasse de sua política energética. O mundo todo reconhece a sabedoria e a grandeza de Luiz Inácio Lula da Silva, ao contrário de nossa elite mesquinha aliada da oposição e da mídia canhestra.
São Roccherllyttons, Civitas, Balestras, Frias, Marinhos, Faraós, et caterva, num desfile macabro de mulambos da moral que à semelhança de mortos–vivos repetem seguidamente: “Nós podemos mais... Nós podemos mais... Nós podemos mais... Nós podemos mais...”

Rocherllytton disse...

Hugo, digo, Wilson,
Cuidado! Essa fotinha não tá agradando o Google Chaves.
Puxa mais devagar aí tá?

Ahhh Hugo, vc ta ficando de plantão aí né?

(Risos)

Só mais uma coisa sobre esse comentarizinho seu:

"...As vezes esqueço que estou no Planeta Terra, de Gandhi e Hitler; no Brasil de Lula e FHC; na Casa do Noca, do Ivan e do Balestra."

Em qual planeta você pensa que está?

Wilson Alves disse...

Rocherllytton...
É muito bom saber que você está prestando atenção ao que escrevo. Isto é muito mais que um reles "puxa-sacos" poderia esperar de um pomposo interlocutor.
Reconhecedor que sou, entretanto, de minhas limitações dissertativas, colocarei aqui, parte de um texto que irá elucidá-lo no tocante a existência de outros mundos:
“Não se turbe o vosso coração.
- Credes em Deus, crede também em mim.
Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse, já eu vo-lo teria dito, pois me vou para vos preparar o lugar.
- Depois que me tenha ido e que vos houver preparado o lugar, voltarei e vos retirarei para mim, a fim de que onde eu estiver, também vós aí estejais.”
(S. JOÃO, Cap. XIV, vv. 1 a 3.)

Interpretando a mensagem do Mestre à Luz da Doutrina Espírita, sabemos que “A Casa do Pai” é o Universo, a Criação e que “As Muitas Moradas” são Os Diferentes Estados da Alma na Erraticidade ou Os Diferentes Mundos Habitados.

Cuide, pois, senhor Rocherllytton, para que no afã de amealhar bens cada vez maiores a qualquer custo, não venha a ser um habitante de plano aquém do nosso, à semelhança dos exilados de Capela.

lukas disse...

Wilson, você me surpreende. Comprei os Exilados da Capela em 1973. Um livro muito interessante e um pouco perturbador, pelo menos pra mim. Coloca uma luz sobre o mundo que vivemos. Nossas raízes estariam mesmo daquela estrela?
Peguei o livro aqui na estante e vou ler novamente.