4.4.10

Relatoriozinho

Quarta-feira fiz minha última sessão de quimioterapia. Foi a terceira e nenhuma antes havia provocado tanta "cozideira". Ontem e hoje só tô querendo saber de cama, eu e meus zumbidos no ouvido. Já vai pra 16 dias que não como nada. Sem chance. Falta de apetite total e dificuldade para mastigar e deglutir. Nada me apetece, nem as coisas que mais gosto. É só pensar e repugna. Repito: não fosse a gastrostomia eu tava ferrado. Não iria ter forças nem pra ligar o computador.
A médica disse que é devido à reta final do tratamento de radioterapia (faltam sete). Tem me dado bastante sede, e um pouco de dor, controlada por Tramal, um analgésico opióide, potente pra burro. Se bem que tenho usado pouco. Minha voz também desapareceu já faz uma semana devido ao inchaço interno. Dizem que é normal. Depois volta. Também tenho penado com aftas na língua e gengiva.
Olha a remediaiada que tenho usado:
Tramal, Plasil, Nausedron (terminou hoje), Folifer (complexo vitamínico), Tebonin, Micostatin e pomada RadiaPlex. Tem também Polaramine, mas não comecei a usar e acho que não será preciso.
Três vezes oa dia tenho usado mel com babosa, um remédio natural preparado por uma grande amiga e que, segundo estudos, é indicado para combater o mal. Boa notícia é que parece que minha garganta, apesar do inchaço, está liberada para a passagem de líquidos e comprimidos. Até ontem tudo descia meio torto, raspando nas laterais da gargana provocando acessos de tosse. Parece ter melhorado. No mais, vou levando. Abraço a todos.

8 comentários:

Anônimo disse...

Todos querem dar sua opiniao e eu nao poderia deixar em branco. Penso que vc deveria parar com as tais cervejinhas. Bebida nunca fez bem pra nada, so para o dono do bar ou o fabricante...
A medica foi simpatica em deixar vc beber, mas sabemos muito bem que bebida tira totalmente o apetite, mesmo que vc seja um atleta profissional.
Outra e a tal carne de porco. Os pais sabios nunca deixaram os filhos comer carne de porco ou ovo, quando tinham qualquer feridinha.
Evitando bebida, carne de porco e ovo, seu apetite voltara novamente e vc ficara forte como sempre foi. Disse isso para o seu bem, como se vc fosse meu proprio irmao.

lukas disse...

Lamordedeus, ô anônimo. Nada a ver. Depois que a médica liberou eu tomei apenas uma latinha. E demorei o dia inteiro pra tomar. Claro que se nego enche a cara não vai comer mesmo. Não é o meu caso. Desculpe, mas seu conselho foi pro cara errado. De qualquer forma, agradeço.

Anônimo disse...

Continue firme Luka, voce está muito perto de vencer essa batalha, se Deus quiser.

Zery disse...

Querido Lukas

Levei um baita susto quando soube. Deus realmente é muito democrático.
Ainda bem que você tem blog, pois assim pude saber como você está, ficar feliz com os resultados do tratamento e ficar torcendo para que os efeitos que lhe causam mal estar, passem logo.
Mas, lamordedeus Lukas: só uma latinha?

Agora vai meu relatoriozinho:
o destino nos permitiu uma convivência curta, mas suficiente para que sempre tivéssemos algo de bom para lembrar.
Eu lembro que quando lhe conheci fiquei lhe criticando porque você só desenhava mulheres de bobes. Mais tarde vi que fora uma crítica equivocada.
Você lembra das “exposições relâmpagos” de seus trabalhos nas escolas de Maringá?
Acho que a lembrança mais hilariante é daquele meu colega de trabalho que disse “ O Lukas é chantagista né?”
E a sua mãe que acabou se confundindo e doou também sua coleção gibis para a biblioteca que eu trabalhava? Você ficou tão desolado quando me contou, que nem quis saber de possibilidade de devolução.
E aquela idéia de criar a personagem Débora Mental? Tomara que ainda esteja entre seus planos?
Acho que uma das últimas vezes que nos vimos foi quando eu estava grávida e tinha acabado de fazer ultrassom. Quando me perguntou sobre o resultado eu lhe respondi que não tinha dado para ver o sexo, mas que achava que era menina porque já tinha cérebro.
Para pagar minha língua nasceu um lindo menino, a cara do pai. Uma amiga disse que o bebê se parecia comigo porque tinha o intestino preso.

Um grande abraço!
Lembre-se sempre que “A gente tamos aqui!”

Zery

Blog do Mao disse...

Me deu uma tristezinha ler o relatoriozinho,as vezes pinta uma duvida sobre o poder e existencia.pode ter certeza que existe e nos ouve,tudo tem seu tempo.(eclesiastes 3)

Lidineide A. S. disse...

Continuamos aqui, na torcida, com muita fé e certeza de que o tratamento será exitoso.
Se estiver precisando de algo, mande um e-mail.
Um grande abraço e esteja e paz.

Carlos AF De Giovanni disse...

Lukas,
não sei se você gosta! Se sim, entre do sitio: http://www.histoire-en-ligne.com/spip.php?rubrique57
Tem vários puzzle para montar, é uma boa diversão!
A nossa torcida continua!
Grande abraço!!

Anônimo disse...

É isso aí, Lukas. Encha o cu de cerveja e carne de porco. Essa gente que quer te ajudar é uns ignorante. Se fossem petistas e começassem elogiando o Lula, com certeza o conselho seria bom. Mas não é o caso...