20.1.09

Aos judeus que não vivem em Israel

No mundo inteiro, vocês deviam se decidir: ou vão morar em Israel ou posicionem-se claramente e maciçamente contra essa limpeza étnica que seu país está praticando.

Façam isso antes que as “raças inferiores” façam o mesmo que vocês (enquanto ficarem calados ou omissos) estão fazendo com os palestinos: se apropriarão dos seus imóveis, destruirão suas casas, suas sinagogas, seus negócios e matarão seus filhos, avós, sem darem nenhuma oportunidade de fuga. Talvez assim vocês entenderão melhor o que estão fazendo com os palestinos hoje.

Vocês sabem que comer e coçar basta começar... Já ouvi diversas pessoas perguntando o que os judeus vão fazer depois que acabarem com os palestinos. Outros comentam que Hitler já não é mais tão canalha quanto antes. Isso não é uma ameaça, é um alerta.
Vocês não são tão superiores quanto imaginam, nem nós somos tão idiotas quanto vocês gostariam.

Tão inteligentes e superiores como vocês pensam que são, deveriam imaginar que o silêncio dos judeus que vivem e ganham dinheiro em outros países, é o mesmo que aceitar essa carnificina. Quem cala consente.

Sabem que quem assim age não pode ter alma, coração, humanismo, e o seu deus deve ter cheiro de enxofre. E sabem que não se trata de um anti-semitismo doente, é se revoltar contra qualquer raça ou país que faça o que Israel está fazendo.

Os bons judeus também devem estar com medo dessa arrogância sem limites. Ou vão se justificar dizendo que o Hamas dispara foguetinhos contra Israel? Que mais eles podem fazer? Queriam que eles fizessem o que? Chega de hipocrisia e de dialética rasteira e respondam claramente.

Não sou anti-semita, nem semita, nem palestino. Sou e serei sempre contra a bestialidade, mesmo que ela fosse praticada pelo Brasil.
(Sr.Com)

16 comentários:

Anônimo disse...

Sr Com, quem é que manipula o dinheiro do mundo? Com dinheiro torna-se possível todas as invasões, territoriais ou não. Com o poder do dinheiro compra-se mentes e corações. Não só de governantes, legisladores, julgadores e mídia. Qual a razão das universidades estarem tão silentes se o chamado período de arbítrio que as amordaçava - dizem - já se foi?
Ivan

Anônimo disse...

os judeus conseguirão o que até pouco tempo seria impensável: o ódio de todo mundo contra sua raça e a reflexão de que hitler sabia o que estava fazendo ou prevenindo o mundo deste mal.
seria interessante que os historiadores fossem menos mentirosos e venais e desmascarassem a farsa do holocausto. infelizmente quem tenta é apelidado de anti-semita e inibe imediatamente aprofundamento no tema.

Anônimo disse...

Tio Lukas. O Diário colocou em letras enormes na capa de hoje a chamada Louros Para o Novo Cesar.
Acontence que César tem acento agudo no E.

lukas disse...

Eu vi; tem acento, sim. César significa imperador. Mas deve ter passado batido pela editoria. Acho que você,anônimo, não deveria se dirigir à mim. Mande um e-mail pro jornal, se isso o satisfaz.
Abraço.

Anônimo disse...

Assustador o antisemitismo! Revive a idéia do ´bom judeu´, que supõe o ´mal judeu´, que por sua vez supõe que não seja em todas as culturas, mas apenas entre os judeus, que exista o bom e o mal cidadão. Ora, tenham santa paciência. Há brasileiros sendo tratados como cachorros em praticamente todos os países europeus, e nem por isso estamos clamando que nossos imigrantes alemães, italianos, franceses, espanhóis, venham a público gritar contra isso. Aliás, vão ler um pouco e história para entender o que nós, brasileiros, fizemos com paraguaios há um século e meio, ou o que fizemos com africanos durante a escravidão (que - interessante não! terminou no Brasil quando já não existia em parte alguma do mundo!), ou com os índios. São questões históricas, problemas sérios, mas nem por isso podemos sair por aí - ou admitir que se faça isso - gritando que brasileiros são, todos, perversos.
Os termos usados na postagem e nos comentários (bom judeu, raça - conceito que não existe, porque não existe outra raça que não a raça humana, Hitler prevenindo o mundo deste mal, etc). Estupidez, idiotice cristalinas!
JM

Anônimo disse...

ao anonimo das 13:41 ou JM
a sua ignorancia é ignóbil.
revoltante.
enfim........o que esperar?
se existe um povo que mata crianças e civis desarmados usando armas quimicas (fosforo branco) e os chama de humanos.
é raça sim mas não humana.

ah - não se denomina raça ou racismo em antropologia em distinção de seres da mesma espécie, mas no contexto linguistico se utiliza como diferenciação.

mas vc não vai entender..
existe de tudo.....
até vc.

Anônimo disse...

JM, você não deve ter assistido os vídeos que o Lukas postou nem se dá conta de que o poder do mundo tem uma matriz ou um comando. Há muito tempo. Não devemos confundir "poder" com governantes e homens influentes subservientes a esse poder. Podem ser considerados como uma espécie de poder também, mas é um poder subalterno. Esses homens têm que estar preparados para promoverem os acordos, as traições - inclusive do seu próprio povo - e as atrocidades que manterá esse poder. Disfarçado de vítima histórica.
Ivan

Gameta disse...

Vou dar o meu pitaco.

Mais uma vez acho que não se pode generalizar nunca.

Não se trata aqui de criticar, ou combater o povo judeu.

Trata-se de se opor, de criticar, de desmascarar, o governo de Israel. Que anos ocupa um território palestino, impedindo que esse povo palestino tenha as mínimas condições de um vida digna, e ainda reclama quando esse povo palestino reage.

Mas não usemos isso para dmonizar o povo judeu como um todo. Gente boa e gente ruim existe em todo lugar, Inclusive aqui no Brasil. Inclusive entre os Palestinos.

Anônimo disse...

Esse Lukas é um hipócrita. Fica sentado com aquela bunda gorda desenhando e escrevendo somente besteiras. Não se deu conta de que tratou de um assunto tão sério, de forma tão leviana.

lukas disse...

Ao anônimo das 12:32...
1)Minha bunda não é gorda.
2)O texto não é meu.
3)Ganho 4,7 paus por mês escrevendo besteiras.
4)Vai se foder!

Anônimo disse...

Esta intransigência notada aqui também é a culpada pelas guerras, todas injustas.
Israel não é o governo e os árabes não é o hamas.
São pessoas como nós e todos estão sofrendo desta falta de tolerância.

Anônimo disse...

Heheheheeee... boa tio... boa...

Anônimo disse...

Ao Lukas das 13:53.

Lukas, ao menos você aceitou o rótulo de hipócrita.
rss...

Anônimo disse...

Nada justifica a guerra (ou justifica???) Se teus vizinhos, todo santo dia, ameaçam a voce e sua familia. Dizem que vao destruir tua casa, matar teus filhos o que voce faz? diz: "claro, tudo bem, pode matar, destruir, sem problema!" Faça-me o favor!! O que existe no oriente médio é uma tremenda inveja do povo israelense que transformou uma terra cheio de pedras em um oasis, enquanto seus vizinhos (os ricos sheikes)enchem as turras com os petrodolares e nao fazem nada pelo seu povo e sua terra. Como disse alguem aih em cima, tambem nao sou judeu, palestino nem arabe.

Anônimo disse...

GENTE, VEJA A DECLARAÇÃO DOS CHEFE DO HAMAS NO EL PAIS DA SEMANA PASSADA. O CARA DISSE QUE ISRAEL PODIA ENTRAR NA FAIXA DE CAZA PORQUE ALÁ ESTAVA PRONTO PARA SE VINGAR DE SION. OS CARAS SÃO FANÁTICOS E JOGAM AS CRIANCINHAS E CIVIS QUE VIVEM EM SITUAÇÃO SUBUMANAS NASSA COVA. QUEREM MORRER ENVOLTOS EM BOMBAS PRA CHEGAR MAIS CEDO NO PARAÍSO E PEGAR AS VIRGENS QUE MAOMÉ PROMETEU E NÃO TÃO NEM AÍ PROS CIVIS. EU SÓ GOSTARIA DE SABER: O QUE NÓS JUDEUS QUE ESTAMOS NO BRASIL TEMOS COM ISSO? VER CRIANÇAS E VELHINHOS SENDO MORTOS NÃO AGRADÁVEL. O MUNDO TODO SOFRE COM ISSO, MAS ELES TÊM QUE ACHAR UMA SOLUÇÃO LÁ, COMO FIZERAM NEGROS E BRANCOS NA AFRICA DO SIL...INFELIZ COMENTÁRIO...

marcflav.blogspot.com disse...

Bem, pelo menos o nosso conterâneo judeu-brasileiro admite o aparthaid. Já é uma (des)consideração à hipocrisia contida em seu discurso.