24.5.07

Ufa!

Os brasileiros terão de trabalhar até sábado, dia 26 deste mês, somente para o pagamento de tributos neste ano aos governos federal, estaduais e municipais. Desde 1º de janeiro, em média serão 146 dias de trabalho -um dia a mais do que o tempo gasto em 2006.
A voracidade dos fiscos brasileiros é tão grande que hoje é preciso trabalhar o dobro do que se trabalhava nas décadas de 70 e 80 para pagar todos os tributos.
Em outros países os contribuintes trabalham menos tempo para ficar em dia com o fisco. Os espanhóis precisam trabalhar 137 dias; os norte-americanos, 102 dias; os argentinos, 97 dias; os chilenos, 92 dias; e os mexicanos, apenas 91 dias.
Dois países europeus (Suécia, 185 dias, e França, 149 dias) exigem que seus contribuintes trabalhem mais dias por ano do que o brasileiro para o pagamento de tributos. Mas com uma diferença: o cidadão tem a contrapartida do que paga, uma vez que o Estado oferece serviços de qualidade e não cobra por eles.

2 comentários:

Ely de Souza disse...

Gostaria que o brasileiro trabalhasse 91 dias para pagar os tributos devidos, gostaria que oferecesse serviços de qualidade como no 1º mundo, gostaria que os comerciantes brasileiros não roubassem o meu dinheiro quando ele é destinado para as instâncias do governo.
Quando vc compra uma mercadoria, no preço dela estão embutidos, calculados o custo da mercadoria, impostos, aluguel, encargos sociais, água, luz, telefone, enfim todas as despesas do comerciante, incluíndo os impostos, MAIS O LUCRO. Ou seja, quando vc compra já está pagando tudo, só que metade dos impostos não são recolhidos, metade dos impostos não chegam até os órgãos governamentais. Daí vc vê, só em época de eleição, ONGs fazendo campanha denunciando a carga tributária de cada mercadoria. Realmente, a carga é alta, mas acreditar que as empresas pagam muitos impostos é pura conversa. Eles não pagam e nem recolhem o que deveria ser recolhido. Você paga tudo e os empresários roubam parte do imposto que vc paga.
Lukas,
Será que o IBGE tem estatística sobre a percentagem de afro descendentes em Maringá ?
Acho que deve ser baixa porque nos shoppings e comércio em geral vê-se tão poucos empregados negros. Será que eles são poucos ou os empresários é que são racistas ?

Anônimo disse...

PUTA MERDA....O QUE QUE OS AFRO DESCENDENTES, OU MELHOR OS NEGROS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE MARINGÁ TEM A VER COM A CARGA TRIBUTÁRIA DO PAÍS...
ESSE ELY DE SOUZA, MAIS PARECE UMA BICHA COM ATAQUE DE HISTERIA...
CREDO....