26.10.06

Porque não voto no Osmar

Em meados dos anos 80 eu trabalhava na Claspar, estatal subordinada à Secretaria de Agricultura, e cujo mandatário era o hoje canditado ao Governo do Estado, Osmar Dias. Em uma de suas visitas a Maringá fomos- ele, eu e mais alguns funcionários e outros tantos do "alto escalão" da empresa- tomar umas no saudoso Viola Enluarada, que ficava na Piratininga.
Tio Lukas tinha aí os seus 25, 26 anos, e iria exportar testosterona para vários países da Europa, caso houvesse acordo bilateral.
Bom... eis que uma moça que estava à mesa "deu o maior boi" (como se dizia na época). Começamos a conversar. O papo rolou por cerca de 30 minutos. Música ao vivo, casais dançando, o jacuzão do tio Lukas conversando, mas morrendo de vergonha, o lugar repleto de gente, as mesas lotadas. Aí levanta da cadeira o Osmar Dias e chama a moça pra dançar. Ela foi, claro. Mulher nenhuma resiste a um secretário de Agricultura, mesmo que ele seja feio pra caralho.
Dei um último gole na cerva do copo, nem falei tchau pra ninguém, saí do Viola e andei a pé até a Vila Esperança, onde morava, triste que nem cachorro na chuva. Devia ser umas duas da manhã quando cheguei à casa da mãe. Tomei banho, sempre pensando na moça que estava lá, ao meu lado, quebrando minha timidez e talvez me transformando em outra pessoa.
Nunca mais a vi.
O Osmar eu vejo de vez em quando em bandeiras, santinhos, horário político na tv, adesivos e capas de jornais.

7 comentários:

Souza disse...

Rapaiz, tem umas coisas que não dá para concorrer mesmo.
- Olha que o Homem não foi a pé para casa.
- Se não fosse a mina, quem sabe até ele dava uma carona prá você, pois a casa do pai dele era pertinho da sua ali na vila Esperança.
-Mas o cara te deixou a pé (de butinão) e sem a mina. Não sei como falavam antes mais agora eu acho que é "te fudeu".
No mínimo eu faria campanha pro Requião. pode ser maluco, mas tem coisas que a gente não esquece nunca né.

tonho disse...

Eu também não voto nele. Mas não é nada pessoal. Não é assim, digamos, uma coisa de corno. Até já joguei bola na Diamante contra o time deles (quando era final de ano e a irmandade Dias se reunia).

Não voto nele porque ele representa o agronegócio, o latifúndio, a privatização. Ele fala tanto em Paraná Rural. Eu conheço essa época. Trabalhava na Emater, muitas vezes em ações conjuntas com a Café do Paraná, as "patrulhas motorizadas". Esse programa, que não era de todo ruiml, cansou de mecanizar de graça a fazenda de muito fazendeiro.

Tem gente que diz que vota nele por ele ser de Maringá. Antigamente ele ainda vinha pra cá nos finais de ano. Tinha o futebol suíço na Diamante. Agora só vem aqui prá pedir voto.

E o motivo mais forte prá não votar nele. O Sílvio e o Ricardo estão do lado dele

padre quevedo disse...

E tem um gay que eu conheço, que disse que uma vez perdeu um namorado para o Alvinho.

Anônimo disse...

Caramba! Nunca vi dor de cotovelo durar tanto tempo!
Mas chegou a hora da vingança Lukas! Vote no Requeijão! HAHAHAHAHA.

Anônimo disse...

Pelo menos para alguem votar 15 no domingo vai ser colocar no 12 sem vaselina.

Marcia disse...

Eita Lukas. Achei que teu negócio era humor e palhaçada. Muito triste esse negócio aí, rapá!!!!
Apesar que foi bonito, muito mesmo.

Souza disse...

Lukas, veja a seguinte comparação
- O homem ficou na frente durante quase toda a apuração, isto é, prontinho pra pegar o Palácio do Iguaçu. Igual você ficou com a garota, prontinho para a exportação da testosterona pois quase tava fechando o acordo bilateral.
- Na Hora H o Requião virou e tirou o doce da boca da criança. Igual o Homem tirou a menima de você.
- Sinta se vingado.