5.2.06

Questão de tempo

Hoje, domingo, por volta de 11 horas, tava eu no boteco do Tuti - no Borba Gato. Cheio de gente e a moçada toda escalada. Cada um com as devidas doses, outros jogando sinuca e aquele papão furado, típico de bar em domingão de manhã.
E me vem o Dema, com seu shorts, sua indefectível camiseta regata, boné virado e chinelão Havainas- todo suado e sujo. Cumprimentou os mais chegados, sentou ao balcão, pediu uma cerva e cinco minutos após teve um derrame, ali, bem na frente de todo mundo.
Coisa feia. Ele havia terminado de cavar uma fossa de 8 metros, num terreno vizinho. Todos acharam que era cansaço, já que o Valdemar, não pára: ordenha vacas aos domingos e cuida de porcos numa chácara, planta e confecciona vassouras, planta mandioca, abóbora, feijão andú em vários terrenos perto do bairro. Em suma, é pau pra toda obra. Vai pra cima e pra baixo com a carriola.
Eu e um amigo levamos o Dema de carro até o HM. Atendimento perfeito, diga-se.
Ficou lá e depois foi transferido para o Metropolitano, onde vai passar por exames.
O que pensei é o seguinte: um cara que tem atividades mil, sempre no pega, tem um treco desses.
Imagina neguinho que fica sentado o dia inteiro, lendo, desenhado, jogando videogame e escrevendo porcaria na rede.
Estamos, nós todos, em Stand by.

2 comentários:

juliano bin laden disse...

Lukas, o Dema é um cara de cabelo loiro comprido até o ombro?

lukas disse...

Não. Esse a quem você se refere, salvo engano, é uma cara que joga bola, né?
Não o conheço, mas várias pessoas pensaram que fosse ele.